Mulheres Notáveis: Luciana Calazans

Nesse Dia Internacional da Mulher, vamos conhecer mais uma mulher notável, Luciana Calazans, que com sua história, ajudou a inspirar diversas outras mulheres.

1. Aos 20 anos você descobriu que estava com um tumor chamado Linfoma não-Hodgkin. Como foi receber esse diagnóstico tão difícil e com tão pouca idade?

Quando recebi o diagnóstico o meu mundo parou, literalmente. Foi bem difícil digerir a notícia. Eu estava internada no hospital, aguardando o resultado da biópsia. Estava confiante de que seria apenas uma infecção de garganta. O baque foi grande ao ler que na verdade era um tumor localizado na minha amígdala esquerda chamado Linfoma não-hodkgin. Os três primeiros dias foram horríveis, medo do que estava por vir, do tratamento, se eu iria dar conta, medo da morte. Falta de fé em alguns momentos, muitos questionamentos. Mas com o apoio da minha família, amigos, e orações, tudo foi melhorando, minha fé foi aumentando e fui conseguindo aceitar melhor a situação.
2. De onde surgiu a ideia de compartilhar as suas experiências durante o tratamento?
Como a minha imunidade ficava muito baixa por conta da quimioterapia, eu acabei trancando a faculdade, sai do trabalho e  as visitas ficaram bem limitadas. Por isso, acabei me afastando muito da minha rotina e dos amigos. Então passei a usar as redes sociais para dividir como estava sendo esse processo com meus amigos e familiares. 
A ideia do blog veio de um velho amigo, Thiago, publicitário, que me incentivou a criar uma página para compartilhar mais sobre minha vivência com o câncer e mostrar um outro lado dessa luta. Segundo ele e outros amigos, as pessoas iam me visitar para me dar apoio e acabavam saindo da minha casa repletos de aprendizados também, do que eu dividia com eles, sobre o que eu estava aprendendo com o tratamento, com a minha batalha interna e espiritual. Eles perceberam que eu poderia ajudar outras pessoas que também estavam enfrentando a luta contra o câncer. O meu olhar diante da vida mudou e eu queria compartilhar.
Foi assim que surgiu o Continuar Sorrindo (página no Facebook) e as postagens no meu Instagram (@luhcalazans), que rapidamente ganharam muitos seguidores. Durante esse período pude compartilhar sobre o meu tratamento e os aprendizados, e dividir com as pessoas que é possível enfrentar essa luta e as dificuldades da vida com mais leveza, sorrindo. Falei também sobre a importância de cuidar da saúde física e mental.
3. E como você se sente sabendo que ajudou e deixou uma marca na vida de outras pessoas?
Me sinto grata. Foi totalmente recíproca essa troca, aprendi muito com a vivência e a luta de outras pessoas. Hoje valorizo mais do que nunca ouvir histórias e aprender com elas.
4. A doença de alguma forma mexeu com a sua feminilidade?
Mesmo tendo sido o de menos ter ficado careca, não tem como dizer que não mexeu comigo. O tratamento é para curar, mas nos destrói muito também. Além dos cabelos e pêlos que perdi, inclusive sobrancelhas e cílios, engordei muito. Mesmo mentalizando que tudo isso era temporário, foi muito difícil me olhar no espelho e aprender a ver além daquilo que se refletia ali. Olhar para dentro foi uma descoberta incrível. Me aceitar como sou e como estou. Me valorizar, me amar assim. Foi um grande aprendizado. Não foi fácil, mas valeu a pena. As pessoas me olhavam estranho na rua quando eu estava sem lenço, porque eu não gostava de usar nada na cabeça. É horrível como a sociedade julga e não sabe lidar com aquilo que foge do “padrão”. Mas aprendi a não me importar com isso.
5. Hoje, com todo esse processo superado, como você passou a enxergar a vida?
Passei a valorizar a vida como ela é, com as dificuldades, e aprender a amar até os dias e fases ruins. Estar aberta para aprender e evoluir. Dar valor as coisas mais simples, estar mais presente no aqui e agora. Aprendi também a zelar pela minha saúde mental, porque o que não cuidamos na mente realmente reflete em nosso corpo. Aprendi a valorizar cada pequeno momento, e assim cada dia se torna único e valioso. A vida tem mais sabor, quero viver e desfrutar cada segundo. Não tenho dúvidas de que todo esse processo foi Deus querendo me ensinar a viver melhor. E Ele me deu a chance de permanecer aqui, para continuar aprendendo e dividindo isso com outras pessoas. Graças a Ele estou aqui hoje, curada, e eternamente grata pela experiência que me ensinou tanto.

1 comentário

Meu orgulho!! ❤️

Bia Abril 17, 2019

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados

Nossas Dicas do Mês!

Curadoria So Cute